As principais propostas de Rui André para Portimão

pub
pub

A diminuição gradual da carga fiscal que depende da Câmara é uma das principais bandeiras do candidato da coligação Um Novo Portimão (PSD/PPM/MPT), Rui André.

O ainda presidente da Câmara de Monchique considera que é possível negociar com a entidade que emprestou dinheiro à Câmara, o Fundo de Apoio Municipal (FAM), para evitar que, devido a erros cometidos no passado, a população local tenha que continuar a pagar os impostos e taxas municipais à taxa máxima.

Essa diminuição também deve, na sua opinião, estender-se à fatura da água e do saneamento.

Rui André e a sua equipa entendem que, uma vez ultrapassada a fase mais crítica da pandemia, compete à Câmara desenvolver uma política integrada dirigida, desde logo, à população mais fragilizada, muita da qual vive uma situação de pobreza envergonhada.

Se forem eleitos comprometem-se a aumentar os apoios e incentivos no acesso à habitação, à saúde, à educação e à economia, para que a palavra ‘crise’ seja cada vez menos pronunciada no concelho. Entre as várias medidas previstas, encontra-se a de alargamento da oferta de berçários, creches e rede pré-escolar.

Em termos de visão geral, Rui André defende que Portimão se deve assumir como uma Cidade do Conhecimento, tendo uma oferta distintiva e de excelência em todos os ciclos de formação do cidadão, desde o pré-escolar ao ensino universitário.

Uma das suas propostas é revitalizar o Polo da Universidade do Algarve, proporcionando-lhe novas infraestruturas, residências para estudantes e mais oferta formativa.

Na vertente ambiental, do programa desta coligação destacam-se as ideias de criação de três parques urbanos e de corredores ecológicos entre eles, bem como de ciclovias a ligar as três freguesias.

A equipa promete, ainda, desenvolver um programa de regeneração urbana, um plano que promova o mar como recurso económico, turístico, ambiental e de lazer e outro que tenha como objetivo a valorização do Rio Arade enquanto canal de comunicação, ligação intermunicipal, património arqueológico e até como ativo económico.

Na vertente económica, a candidatura propõe-se, ainda, repensar a estratégia turística do concelho, juntamente com os seus agentes e stakeholders, com vista à definição de uma marca forte que estruture e acrescente valor aos produtos existentes ou que venham a ser criados.

Mais informação sobre os projetos e campanha desta coligação podem ser conferidos aqui.

LEIA TAMBÉM:

As principais propostas do CHEGA para Portimão

Os principais projetos de Luís Carito para Portimão

Isilda Gomes pede nervos de aço contra “campanhas negras”

(Visited 482 times, 1 visits today)
pub

pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub