Homem detido por burla

A Polícia Judiciária (PJ) identificou e deteve um homem, pela presumível autoria dos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos, praticados de forma continuada, nos últimos meses.

A PJ informa, em comunicado, que “o suspeito que se fazia passar por um investidor, alegava estar iminente uma transferência bancária de 200 milhões de euros, tendo desta forma procedido à realização de vários contratos promessa de compra e venda de estabelecimentos comerciais e propriedades de valores elevados e de referência em termos urbanísticos da cidade de Faro e de outras zonas do Algarve”.

Na posse destes contratos promessa e falsificando documentos bancários, “tentou extorquir dinheiro aos vendedores dos imóveis, alegando que precisava de um adiantamento para desbloquear a transferência bancária e desta forma proceder à escritura dos bens, que alegadamente pretendia adquirir”.

O detido, de 65 anos de idade, sem profissão, com antecedentes criminais no Canadá, foi presente a interrogatório judicial, tendo sido aplicadas as medidas de coação de apresentações bissemanais, proibição de se ausentar do País e proibição de contactar os ofendidos.

 

  Leia também:

Três ofertas de emprego para Câmara algarvia

PJ investiga morte a tiro de casal

Burlão tenta ‘sacar’ notas de 20 e 50 euros a idosos

(Visited 1.218 times, 1 visits today)
pub

pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub