“Se não chover teremos, com toda a certeza, um problema de falta de água no próximo ano”

pub
pub
pub
pub

“Se não chover teremos, com toda a certeza, um problema de falta de água no próximo ano”.

A afirmação foi proferida pelo vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Pimenta Machado, no decorrer de uma reunião com os presidentes das câmaras algarvias.

O presidente da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, António Pina, abriu o encontro dizendo que “a questão da seca no Algarve é preocupante. Temos de ser proactivos e começar já a desenvolver, no terreno, medidas de curto prazo para a mitigação das alterações climáticas que assolam a nossa região”.

Joaquim Peres, da Águas do Algarve, referiu que “este problema existe, e é estrutural, não é circunstancial”. Garantiu que a empresa já começou a desenvolver algumas ações no sentido de diminuir esta situação e que é mesmo fundamental que se equacione de forma mais estruturada a questão da reutilização e que se avance com um combate mais apertado às perdas de água e intrusões salinas na rede.

Outras soluções que estiveram em cima da mesa foram a construção de uma nova barragem no Algarve, medida já preconizada no estudo este ano apresentado publicamente pela AMAL, o PIAAC – Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas no Algarve, e a questão da criação de uma central de dessalinização da água do mar.

Para António Pina é claro que, a curto prazo, os 16 municípios do Algarve devem em conjunto e em primeira linha, ter o compromisso de mitigação destas medidas para combate à seca, no que à escala dos municípios poderá ser feito, nomeadamente controlar e combater as perdas de água, apostar numa mudança de hábitos de consumo da água, apostar na promoção da reutilização das águas residuais para usos urbanos e de rega, ou equacionar a alimentação de aquíferos. “Chova muito ou não, esta questão não pode ser abandonada. Cabe-nos, a nós autarcas, fazer o que estiver ao nosso alcance para por em prática soluções que possam, a curto prazo, minimizar os efeitos da seca”.

 

 



 

Leia também:

Portimão vai ter crematório

Duas ofertas de emprego público

Rodrigo Leão e Salvador Sobral atuam em Lagos

(Visited 239 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev