Hugo Pereira destaca as “condições únicas de Lagos para o desporto náutico e o turismo desportivo”

pub
pub
pub
pub

O presidente da Câmara de Lagos, Hugo Pereira, esteve na Biblioteca Dr.Júlio Dantas, onde procedeu à abertura do novo ciclo de “Encontros de 5ª Feira”, sobre o tema “Lagos e o Mar”.

Começou por referir que a cidade, “desde sempre servida pelo mar, continua a aproveitá-lo, mas poderia ser mais” e, recordando os descobrimentos por via marítima, acrescentou: “fomos pioneiros e tem sido a partir de Lagos que outros negócios na região se têm desenvolvido”. No entanto, sobre as alterações climáticas, reconheceu que “o mar se tornou também grande adversário”.

Neste encontro, Hugo Pereira destacou as “condições únicas para o desporto náutico e para o turismo desportivo” da nossa baía, concluindo que “o mar, enquanto marca do concelho, é de extrema importância”.

A acção do Clube de Vela de Lagos, dos estaleiros da Sopromar e da Marina de cidade potenciam “as melhores condições para a construção do centro náutico” que permitirá “entrar na rota das estações náuticas, com bandeira própria”. Também a recente Congelagos foi apontada com muita expectativa.

Do lado do público, foi comentado que “a nossa situação estratégica (entre a Europa, a África e a América) e a extensa plataforma oceânica portuguesa (18 vezes superior à sua superfície terrestre) é um recurso que devemos explorar melhor”.

Após o 25 de Abril, Portugal virou-se exclusivamente para a Europa e ficou às avessas para o mar. Perdeu-se a marinha mercante, a frota de pesca longínqua, estaleiros navais, mareantes, pescadores e pesca, a tal ponto que importamos hoje a maior parte do pescado. Mas desenvolveram-se as marítimo-turísticas e temos bons especialistas. Foi apresentada a sugestão de que “Lagos tenha um evento anual relacionado com o mar, intitulado «Feira de Náutica e Pesca do Algarve”.

Hugo Pereira disse estar o município atento e empenhado nas oportunidades que surjam relacionadas com o mar, para as quais o Grupo dos Amigos de Lagos pretendeu alertar quando escolheu este assunto para o actual ciclo de encontros.

Concluiu dizendo que “estamos envolvidos no projecto Odisseia, de promoção dos destinos do mar” e prometeu apoiar o “investimento privado, ajudando a viabilizar e aligeirar os processos em termos burocráticos” para que a imagem de “Lagos e o Mar” volte a ser consensual.

Leia também:

Saiba em que obras a Câmara de Albufeira vai investir 150 milhões de euros

Câmara de Loulé quer ajudar 1.400 famílias a conseguir habitação digna

Veja onde vai estar a PSP com o radar

(Visited 108 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub
pub