Vem aí o descalabro

Veja aqui todas as fotos do dia

Esta história de entregar mais responsabilidades e competências às câmaras é muito bonita, mas corre o risco de ter um triste desfecho.

Quando se fala com qualquer autarca e se lhe pergunta porque é que esta ou aquela obra ainda não foi feita, há três tipos de justificação.

A resposta mais comum é que isso não aconteceu por terem no quadro pouco pessoal operacional e não conseguirem contratar mais.

A segunda queixa é que os serviços técnicos têm tanto trabalho que ainda não tiveram tempo para preparar o concurso público relativo à obra em causa. A terceira justificação é que o concurso até foi lançado, mas nenhuma empresa do ramo apareceu a fazer propostas, pelo que voltou tudo à estaca zero.

Se, atualmente, o panorama já é este, imagine-se o que será quando as autarquias receberem do Governo um camião tir a abarrotar de novas competências.

Será nessa altura que muitos autarcas algarvios, e não só, vão entender o verdadeiro significado da expressão: “presente envenenado”.

(J.E.)

LEIA TAMBÉM:

Um Serviço Nacional de Saúde a centenas de velocidades

O dono da ponte

EN 125 a Património da Humanidade


OS NOSSOS VÍDEOS


(Visited 359 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub